Seguidores

sábado, 27 de novembro de 2010

Porque eu sou tão putana assim??? Que casamento!!!

Acabei de chegar de um casamento muito chique, mas chique mesmo, cheguei faz quase 1 hora, e não dava pra dormir sem antes dividir o que me aconteceu...


Durante o dia de hoje fiquei pensando e me preparando pro casamento do ano fiz pé, mão, cabelo, preparei o meu melhor vestido longo, porque os meus amigos iriam depois de 2 anos de namoro se casar, casal novinho mas que se amam demais e prepararam pra todos os amigos um casamento digno de novela das 20H, local e todos os preparativos de maior bom gosto, olha que foi o melhor casamento que já fui até hoje mesmo, como diz a noiva T, esse era o casamento que ia parar tudo, e foi mesmo, foi no Hotel Renaissance na Alameda Jaú, endereço nobre e o hotel então nem se fala, foi tudo MA-RA-VI-LHO-SO, uma celebração rápida e linda, os bebes, os comes e o jantar divinos, e os doces de matar formiga de diabetes, música boa, gente linda, mulheres muito bom vestidas, os homens impecáveis pois era obrigatorio o Social Completo ou como estava no convite Traje Abiê ...

Acabou a cerimônia ficamos na ante sala enquanto era preparado o salão principal, e nos serviam as entradas e canapés, como disse todos impecáveis, os homens estavam lindos, o meu em especial tava de matar, meu moreno hoje exagerou no capricho, camisa de abotoaduras e tudo que ele tinha direito, já sai de casa com tesão porque ele me atissava e ele sabe que acho homem de terno um tesão e ele me atiçava no carro, passando a mão nas minhas pernas por baixo de vestido, eu sem calcinha pra não marcar, e ele me provocando, me bulinando, eu falei pra ele que isso não ia dar certo, e não deu mesmo...
Eu cheia de tesão, um monte de gente na sala, e me beliscava a minha bunda, esfregava o pau em mim, meu vestido é de um tecido bem fininho e ele lá só me sarrando, e tinha um senhor, pense em um homem bonito e charmoso, na casa dos 50 ou mais um pouco, só que ele era MUITO mas MUITO BONITO um homem de se olhar duas vezes na rua, não era alto não, era bonitão cara de bonachão, cara de cafajeste, ele percebeu de imediato que o meu moreno tava me sarrando e ficou me olhando com cara de tarado, eu pedia pra ele parar e ele só ria de mim e passava o pau na minha bunda, discretamente, mas o cara só tava de olho, eu tava vermelha de vergonha e de tesão, ainda bem que tava toda maquiada, toda montada e disfarçava bem, eu me mexia e esse cara me olhava, qualquer movimento meu ele ficava observando, fui pegar uma bebida no bar e o Senhor J foi atras, pensei que era coincidência apenas, mas quando fui pegar a bebida ele pegou minha mão, a beijou e disse:

- Cheirosa você ein, como você é gostosa, se seu homem não te comer aqui eu te como.. Pegou minha mão e passou a lingua bem de leve, parecia que ele tinha era chupado minha buceta, amoleci, larguei a bebida e a mão dele e fui atrás do meu moreno, mas ele ja tinha entrado pro salão e me deixou lá fora, o Senhor J falou no meu ouvido se ele não te comer te como eu e me deu um tapa na bunda...

Fiquei disconcertada e olha que sou desencanada com sexo, até demais, acho quase tudo natural, isso mexeu comigo, fui pro salão principal e achei meu moreno ja sentado com nossos outros amigos, e a minha mesa ficou do lado do Senhor J, ele me olhava a noite toda, e meu moreno passando a mão nas minhas pernas, e o Senhor J de olho grudado, eu tava que não me aguentava com esse voyer dele, fui até o banheiro que tinha apenas mais uma conhecida, falamos amenidades ela saiu, me arrumei e ia sair quando o Senhor J entrou e me olhava com cara de lobo faminto, eu pedi pra ele sair que eu ia gritar, mas ele pulou em cima de mim e me enfiou no banheiro, vocês acham que eu não gostei é, ele beijava como um deus, ele beijava como nunca tinha sido ainda, e sério e olha que de beijos eu entendo e muito, gente foi demais, ele meteu a mão em baixo do meu vestido e ja foi passando o dedo na minha buceta que tava molhada ela tava escorregadia, ele meteu o dedo em mim e eu gritei mas a boca dele não deixava a minha e o grito não saiu, ele me beijava muito, e eu molhadinha rebolava no dedo dele, como eu sou putaaaaa!!!!!!!!

A porta do banheiro fez barulho, minha amiga me chamou, disse que tava ao lado, ela fez o que tinha de fazer, falou de alguem e saiu, e ele lá atolado na minha buceta, quando a porta fechou ele tirou o pau dele pra fora e me mandou pegar, que pau grosso, que pau era aquele me digam, pau gostoso, pau de macho, pau cheiroso, pau de homem, quis chupar mas ele não deixou me disse que não dava tempo, o Senhor J levantou meu vestido, pos meu pé na tampa do vaso sanitário, e lambeu minha buceta, se ela já tava escorregadia, ela pingava na boca dele, aquele medo, aquele banheiro, medo de ser pega por todos, me dava mais tesão ainda, ele beijava minha buceta como se fosse minha boca, abria e minha buceta com os dedos e metia a língua no grelho, chupava meu clitóris como se fosse o bico do peito, ele me enlouquecia, eu esfreguei na cara dele e ele meteu os dedos nela bem fundo, eu me segurando pra não fazer barulho nenhum, isso me matava porque sou barulhenta no sexo, eu gosto dos sons que o sexo tem, amo os gemidos e sussurros, ele chupou bem forte mas não me fez gozar não, sai da minha buceta e se encaixou atrás de mim, eu fiquei na mesma posição ele pos a camisinha no pau e meteu em mim, meteu de uma vez só aquele pau grosso na minha buceta, eu encostei na parede e ele metia com tanta força que fazia barulho, ele metia rápido demais, forte demais, foi uma rapidinha mesmo, mas ele com os dedos no meu grelho me fez gozar gostoso, que equilibrio e técnica eram aqueles, esse homem deve ser metelão que só, porque vai saber trepar assim na minha casa 7 dias na semana, duas vezes por dia...

Não demorou muito gozei eu e ele depois de mim, mas gozou mesmo, ele metia tão forte que dava eco no banheiro, ele metia e me agarrava o pescoço, a camisinha ficou cheia, aquele pau latejava, vermelho, duro, pulsando, eu tava alucinada, as pernas bambas, ofegante, ai entrou alguém no banheiro e me chamou pelo nome, eu respondi e ela quis saber se tava tudo bem porque eu demorei demais pra voltar, disse que tava com problemas íntimos e que tinha sujado meu vestido e tava dando um jeito, mas que ja ia sair, ela saiu e eu cai sentada no vaso sanitário ele ria de mim, me beijou a boca mais deliciosamente ainda, disse que essa trepada ia ficar na memoria dele, e que a sobrinha dele sabia escolher muito bem as amizades, fiquei muda, ele era tio da T, e agora, fiz uma cara de espanto e ele me beijou e me beijou e eu deixei, porque tava bom demais, nos arrumamos dentro do banheiro, arrumei o cabelo, a maquiagem e me virei de costas pra ele pra sair tomei uma palmada que minha bunda que ela tá vermelha até agora, doeu mas foi muito bom, e ele ainda disse menina malvada apanha mesmo, fiquei tonta e sai de vez, ele ficou lá ainda..

Me sentei e meu moreno quis saber o que tinha ocorrido eu inventei qualquer coisa e fui muito convincente, quando a T chegou pra nos cumprimentar ela queria saber se estavamos bem, se estavamos bem acessorados, etc etc e chamou o seu tio pra nos apresentar porque ele tinha a mesma profissão que eu etc etc... quando me virei e vi o Senhor J, o coroa lindo que tinha acabado de me comer deliciosamente, ele veio todo solicito beijou minha mão e meu rosto, disse muito prazer em conhece-la, se apresentou pro meu moreno e disse que com todo respeito ele tinha uma esposa linda, eles dois ficaram lá conversando trocando cartões, e eu perplexa com tudo que tinha acabado de ocorrer, ele me olhava da mesa dele e passava a mão no rosto e olhava pra mim, minha perna ficou bamba, minha boca secou e minha buceta molhou, eu me senti a propria puta que trepa escondido do seu cafetão na rua, a festa acabou, fomos tomar café na saida e ele estava lá com a acompanante dele, falamos amenidades e eu ia sair quando ele nos chamou e disse que iria  nos fazer sim uma visita assim que a T e o F voltassem de viagem, e que estava muito curioso pra conhecer a rádio que trabalho porque ele ja tinha ouvido falar da sua tecnologia...

Nos despedimos muito respeitosamente e eu tenho certeza que isso não vai dar certo e vai acabar virando um post novo ... 
    
Beijos a todos vocês, vou dormir agora e sonhar com isso q acabou de acontecer ...

Bjos em todos ...


7 comentários:

  1. Hummm!! Cada um é cada um... Se foi bom prá você, felicidades, ok? Mas a história é sensacional, viu?
    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Olhaaaaa... Mais que safadinha você. rsrs...

    Adorei a parte que tu disse que queria ele lá na tua casa sete dias por semana e duas vezes por dia. KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

    Safada.

    Beijos linda.
    Conde.

    ResponderExcluir
  3. Olá menina...amei esse post...caraca me deu um tesão danado....
    Com certeza essa foi a melhor recepção de casamento que vc já foi...rsrsrs...
    Linda semana gostosa...bjs....

    ResponderExcluir
  4. Paca, que loucuraaaaaaaaaaaaaaa...fiquei até sem ar menina! Que delícia...não é a toa que essa foi a melhor festa de casamento que vc já foi né não?!
    Adorei seu blog viu.
    Beijos
    Ah, se tiver outra festa dessas pra ir me chama hehe

    ResponderExcluir
  5. Paca, eu aqui tão inocente lendo sua post pensando que ia ser mais uma historinha de foram felizes para sempre, vc me vem com este delicioso desfecho, que isso menina safada rsrs...Quer saber, eu adorei, adorei. Alias aqui é tudo sincero a começar pela sua apresentação do perfil, bárbaro. Ler Anais Lins, é de deixar o queixo caído. Por tudo isso lhe dou os parabéns!!

    Obrigada por estar entre meus mais preciosos cristais.

    Já te sigo pq quero ver até onde vai esta deliciosa loucura...

    Beijos,

    flor de cristal{LB} .

    ResponderExcluir
  6. Menina, venho aqui pela primeira vez e leio isso!! Caracaaaaaaaaaaaa... Que história, garota! Ai, queria ir a um casamento desses...kkkkk. Delicia. voltarei sempre. bjs

    ResponderExcluir